Início > descolados e batutas, gentes > Pai e filho – uma conquista

Pai e filho – uma conquista


Meu amigo Bira, companheiro de inesquecíveis viagens entre São Paulo e São José dos Campos, costumava dizer que o relacionamento entre uma mãe e seu filho é diferente do relacionamento entre pai e filho. Por causa do processo de gestação, a mãe tem uma ligação “visceral” com a criança (sim, um filho nunca deixa de ser uma criança!), com vínculos muito fortes desde o momento em que o embrião começa a se desenvolver dentro dela.

Por sua vez, o pai precisa conquistar e ser conquistado pelo filho. É fato que o “pai moderno” tem se esforçado em estabelecer contato com o novo ser já desde que ele que está no ventre materno. Nesse processo, ele entende que vale ficar conversando com a barriga da mãe, acariciando, escrevendo declarações de amor na barriga (tirando foto e postando no Facebook! :() entre outras coisas. Mas, para o pai, a história começa pra valer mesmo a partir do nascimento. Dali em diante, é um processo de conquista mútua, que requer atenção e determinação.

Um relacionamento entre duas pessoas é feito de marcas e transformações mútuas que vão acontecendo durante a convivência. Assim, digo que, desde 27 de julho de 1991, minha vida tem sido profundamente marcada por André. Ouso dizer que a recíproca é verdadeira.

Dei a ele uma camisa do São Paulo Futebol Clube; hoje, vejo nele um coração que já soube estar do lado vencedor, mas que está aprendendo a ter esperança mesmo quando não há motivo algum para isso. :-|

Igualmente, compartilhei minha paixão pela música; hoje, tenho o prazer de ter ao meu lado um artista sensível, talentoso e cada vez melhor.

Carreguei-o para a Escola Bíblica quando criança; hoje, ele anda com sua fé firme e operosa, impactando vidas à sua volta.

Por outro lado, vi que ele tem o costume de defender com firmeza suas opiniões e procura tratar com igualdade e imparcialidade algumas questões difíceis. Por isso, tenho aprendido a escutar e considerar pontos de vista diferentes do meu. Quem me conhece, sabe que não é pouca coisa!

Além disso, o esforço que ele faz para estar junto daqueles a quem ama, demonstrando cuidado e carinho, tem me desafiado a ser mais atencioso e presente com os meus queridos.

Enfim… Há, ainda, muitas marcas e muitas experiências profundas nessa história com ele – e algumas que não cabem em palavras. Há, também, muito por vir – e mal posso esperar por isso.

O que posso dizer, por enquanto, é que ser conquistado pelo meu filho é uma das grandes vitórias da minha vida.

Feliz aniversário, André, filho amado!

Anúncios
  1. Eliane Mendes
    julho 29, 2012 às 10:29 pm

    Lau, mto lindo seu post. Só li agora porque fiquei 2 dias em SP instalando o caçula no apto novo…coisas de pais, né? Fomos enriquecidos com esse presente de Deus que são nossos filhos. 🙂

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: