Início > lendo, pensando > Poema é vida vivida – as coisas criadas

Poema é vida vivida – as coisas criadas


… Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens são indesculpáveis; (Carta de Paulo aos Romanos, 1:20a)

O trecho acima é parte de um tratado sobre a fé cristã (todo o Capítulo 1 da carta), no qual o autor fala, sobretudo, da sua certeza da existência de Deus, por causa das suas manifestações claras e inequívocas no mundo visível. Assim, um detalhe que me chama a atenção é a afirmação de que Deus se faz conhecido e compreendido “… por meio das coisas criadas”.

Interessante, também, é saber que a palavra grega que originou essa expressão foi poiema (ποιέω), que gerou o vocábulo poema na Língua Portuguesa. No original, ποιέω tinha a conotação de algo como “fruto de um trabalho“. Talvez seja por esse motivo que eu gosto tanto de Procura da Poesia, de Carlos Drummond de Andrade. Ali, o famoso mineiro descreve a gênese de uma genuína obra poética.

Então, pergunto-me: Qual é a poesia que as pessoas que me rodeiam têm lido nas coisas que eu tenho feito? De fato, posso dizer que um Deus de amor pode ser visto claramente nas minhas atitudes e comportamentos?

Também na Bíblia, o autor da carta aos Hebreus, a certa altura, faz uma lista de pessoas, conhecidas como “heróis da fé”, complementando com uma conclusão, no mínimo, inquietante. Ele afirma que aqueles eram “homens dos quais o mundo não era digno”. Quando leio isso, assusto-me ao perceber que, às vezes, eu me encaixo muito facilmente nos padrões de comportamento egocêntrico e da ética egoísta dos nossos dias.

Não é para ser assim. O próprio Paulo, em outra carta, esclarece qualquer dúvida que possa haver quanto à minha responsabilidade de agir de forma digna da fé que professo ter. Novamente, ele usa a palavra poiema, quando se refere a nós, e escreve…

Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para nós as praticarmos. (carta de Paulo aos Efésios, 2:10)

Vivo, então, de forma que cada verso da minha vida seja a expressão inequívoca de que Deus existe e quer o bem de toda a criação. Por isso é que, a cada dia, renovam-se as oportunidades para uma vida que seja um daqueles poemas que merecem ser lidos.

Que Deus me ajude.

Anúncios
Categorias:lendo, pensando
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. fevereiro 24, 2012 às 4:21 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: