Início > lendo, pensando > Sobre a paz

Sobre a paz


Tenho pensado muito em algumas. Vou tentar fazer uma síntese.

A insônia é companheira das noites e madrugadas de muita gente.

Conversando sobre o problema, mais de uma vez ouvi pessoas dizendo que o melhor remédio para esses momentos seria recitar, “com convicção”, o verso 8 do Salmo 4:

Em paz me deito e logo adormeço, pois só tu, Senhor, me fazes viver em segurança.

Isso pode até funcionar para alguém. Entretanto, tenho experimentado outra realidade – mais objetiva do que um mantra ou uma variação cristã de abracadabra. O autor do salmo diz que a paz vem da segurança que o Senhor dá. Não por acaso, algum tempo depois, o profeta Isaías descreve Jesus como o Príncipe da Paz.

Você pode se questionar como, então, ainda hoje, após mais de 2 mil anos do nascimento do Príncipe da Paz, nossa vida continua rodeada de notícias e imagens como as de Hiroshima, de Darfur ou daqui mesmo do nosso quintal.

Jesus disse que a paz que ele deixa é diferente daquilo que nossa sociedade entende como tal:

Deixo-lhes a paz; a minha paz lhes dou. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbe o seu coração, nem tenham medo.

A paz que Jesus trouxe pode ser observada no relato que os evangelistas fazem do exemplo que ele mesmo deixa – de alguém que não se conforma com a injustiça, mas que está pronto para perdoar aquele que a comete, de quem derruba o preconceito e a intolerância sem perder a ternura e, sobretudo, daquele que detesta as coisas erradas mas que não deixa de amar aquele que errou.

Assim, quando eu leio, na segunda carta aos Coríntios (capítulo 5),

… o amor de Cristo nos constrange… portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!

… eu posso dizer que sei o que é preciso para viver em paz: olhar para Jesus e me perguntar “o que ele faria se estivesse no meu lugar”.

Sempre que consigo pensar e agir dessa maneira, durmo tranquilo.

Anúncios
Categorias:lendo, pensando
  1. Fabricio
    agosto 6, 2010 às 11:45 am

    Simplesmente perfeito o texto! mto bom Lau!

    • lcribeiro
      agosto 6, 2010 às 11:59 am

      Obrigado pelo incentivo, meu amigo!
      Como costuma se dizer… se gostou indica para outros, se não gostou, faz de conta que não viu 😉

      E vcs… quando é que aparecem aqui na Cidade Maravilhosa?

  2. PAULO RIBERTO COSRA RIBEIRO
    agosto 6, 2010 às 12:18 pm

    Lau, muito bom. Não quero entrar nem na mira de Teco e Heloisa, mas, que possam pensar, refletir, no que têm enviado. Tenho encaminhado para muitos aqui em Ribei-
    rão.

    Abraço,

    Paulo

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: