Início > lendo, pensando > Pessoa que sonha…

Pessoa que sonha…


Quando vim para o Rio de Janeiro, no início deste ano, entrei de cabeça em uma mudança de vida radical. Como já lá se vão uns 46 anos de vida, algumas ilusões eu já não tenho mais. Sei que a realidade é algo que, muitas vezes, começa misteriosa, chega surpreendente e revela-se inimaginável.

Apesar disso, sou teimoso e gosto de sonhar com o inalcançável. Gente como eu sabe que, para quem leva a vida nessa perspectiva sonhadora, a probabilidade de um ou outro (e outro, e mais outro, e mais outro…) tropeção ou de uma expectativa frustrada é algo muito concreto.

Enfim, vivo assim, entre uma conquista aqui e uma cara quebrada acolá. Mas sou feliz, reconheço.

Hoje, lendo alguns textos do Bernardo Soares, heterônimo do Fernando Pessoa (a propósito, espero que você tenha notado e apreciado o sutil trocadilho com o nome do poeta, no título deste post), deparei-me com “De resto eu não sonho, eu não vivo, salvo a vida real”, que caiu-me como uma luva. Destaco aqui, um trecho:

De resto eu não sonho, eu não vivo, salvo a vida real. Todas as naus são naus de sonho logo que esteja em nós o poder de (as) sonhar. O que mata o sonhador é não viver quando sonha; o que fere o agente […] é não sonhar quando vive. Eu fundi numa cor una de felicidade a beleza do sonho e a realidade da vida. Por mais que possuamos um sonho nunca se possui um sonho tanto como se possui o lenço que se tem na algibeira, ou, se quisermos, como se possui a nossa própria carne.

Imediatamente, veio-me à mente o que a Bíblia me diz (em Filipenses 4:6-8), e me faz resistente às chuvas e tempestades que meu viver sonhador enfrenta:

Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração  e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus.
E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus.
Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas.

Assim vivo eu, como diz o poeta, fundindo “numa cor una de felicidade a beleza do sonho e a realidade da vida”, sabendo muito bem em quem confio para viver com minhas frustrações e ter meus sonhos realizados!

Anúncios
Categorias:lendo, pensando
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. setembro 11, 2010 às 11:10 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: