Início > escutando, pensando > As heranças que recebemos

As heranças que recebemos


Hoje, minha esposa e eu colocamos nossos filhos no carro e fizemos uma longa viagem – do Rio de Janeiro até Campinas. Foi muito legal. Daqui em diante, esses momentos devem ser cada vez mais raros. Porque o tempo passou, Filipe e André (o Ameba Ribeiro) já estão com 23 e 18 anos, respectivamente. A vida vai dando um jeito de separar nossos caminhos.

Recordei-me de viagens passadas, quando veio-me à memória algo que aprendi desde pequeno: “Herança do Senhor, são os filhos;” (Salmo 127:3-a).

Heranças são presentes que recebemos, para administrarmos com dedicação e sabedoria. Cuidar de  filhos significa amar intensamente, agradar sempre que possível, desagradar quando necessário, proteger do mal e dos maus, ensinar sempre com instruções mas, sobretudo, com atitudes exemplares.

Pensei, então, no tempo em que passamos juntos durante todos esses anos. Também pensei no tempo em que não passei junto deles, por vários motivos – alguns “justificáveis”; outros, nem um pouco. Esse tempo não volta mais. Portanto, devo ficar atento para evitar futuros desperdícios.

Vinha absorto em pensamentos, quando emocionei-me ouvindo no rádio do carro a canção interpretada por Michael Jackson – exemplo de uma herança que foi depauperada e depredada desde os primeiros anos de vida. Não souberam protegê-lo. Desde sempre, exibir o seu talento e auferir os lucros que ele rendia pareceu ser o mais importante. Uma pena. Quando morreu, Michael Jackson parecia mais uma daquelas crianças que vemos em ensaios fotográficos sobre a fome – uma criança privada do mínimo essencial.

Que Deus me ajude a cuidar bem daqueles cuja vida me foi confiada.

Nota: A qualidade do áudio está sofrível, mas acho que vale a pena assim mesmo.

Anúncios
Categorias:escutando, pensando
  1. Patricia
    abril 23, 2010 às 8:17 am

    Quanta verdade Sr. Laércio. Pegou tão pesado que deu até um nó na garganta. Muito bom! Saudades de você amigão.

    • lcribeiro
      abril 23, 2010 às 3:09 pm

      é, minha amiga…
      essas preciosidades que recebemos são uma grande responsabilidade.
      o melhor de tudo é que valem muito a pena! 😉

  2. Paulo Mendes
    abril 23, 2010 às 8:21 pm

    Grande Lau… seus filhos, nossos filhos, cresceram e nós… amadurecemos! Quanta responsabilidade, quantas lutas, quantas vitórias, quantas alegrias. Obrigado, Senhor, por nossos filhos!

  3. maria lucia gonçalves dos santos
    abril 25, 2010 às 10:59 pm

    Olá minha querida,nossos filhos herança do Senhor pra quem devemos ensinar no caminho e não o caminho. Eles precisam ter carater forjado, essa é a nossa grande responsabilidade. Que Deus continue abençoando a sua família, parabens ao seu marido pelo texto tão claro.Gde beijo

  4. marcia de carvalho
    maio 2, 2010 às 11:29 pm

    Lindo, lindo demais!!! É de uma sensibilidade que impreciona…Amei, a minha vontade é poder mostrar a todos os amigos. Obrigada pelo privilégio de te-lo como primo. Que Deus o abençoe. Amamos vcs!!!!!

  5. maio 4, 2010 às 9:16 am

    Então Lau, os meus estão com 15 e 13 e por vezes já tenho esta sensação de que passou. Culpa do imediatismo da sociedade moderna. Mas temos que manter firme nossos propósitos dentro de nossa Fé. No fim; e ainda não é o fim pois lá tudo vai dar certo(Sabino); todos teremos aquele sentimento que o Titâs bem expressou no Eptáfio, com uma excessão, não é o acaso, mas a Graça que nos protege… Deus abençoe sua família… saudades!

  6. Erica Toledo
    maio 6, 2010 às 10:08 am

    Meu amigo,

    Vc me fez chorar …
    Vc tem absoluta razão … filhos são a melhor herença que recebemos!!
    Ainda “tenho” o tempo ao meu favor!!! Meu filhote ainda é uma criança … mas o tempo passa muito rápido e é por isso que digo sempre “ele é minha prioridade máxima” .. vou tentar não desperdiçar meu precioso tempo ao lado do meu maior e mais verdadeiro amor, Rafael.

    Abraços

    • lcribeiro
      maio 6, 2010 às 10:51 am

      Olá, minha amiga!
      Muito bom! Estando ao lado dele durante mais tempo, a possibilidade de seus erros aparecerem para ele é maior – o que é positivo, pois ele vai perceber com mais clareza que você é como ele, e que o amor tem a ver com entregar-se sem pudor e sem vergonha.

  1. julho 20, 2010 às 10:59 am
  2. setembro 15, 2010 às 1:13 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: