Início > fábulas corporativas, gestão, projetos > Importante – o filho perdido do Planejamento

Importante – o filho perdido do Planejamento


É preciso tomar cuidado com os caminhos do coração. Os encantos de um rabo-de-saia (ou um rabo-de-calça) são traiçoeiros e manhosos. Quando alguém sucumbe ao feitiço da paixão, tudo à sua volta parece ser secundário e sem importância.

Foi assim com Planejamento.

Era um moço cheio de vida e sonhos para o futuro. Sempre soube o que quis. Quando frequentou os bancos escolares, destacava-se por liderança nata, sobriedade e capacidade de manter-se firme mesmo nos momentos de maior perigo ou incerteza. Porém, certo dia, em uma festinha dançante, regada a ponche de frutas, batida de coco e cuba libre, conheceu fogosa menina. Donzela não era, mas impressionava pelo jeito de andar, de falar, de desdenhar dos meninos – sempre desejosos de ouvir suas histórias e conhecer seus mistérios de alcova. Seu nome era Urgência.

Enebriado pelo álcool, pela música à meia luz, embalado por sussuros marotos ao pé do ouvido, Planejamento apaixonou-se irremediavelmente pela Urgência.

De nada adiantaram os conselhos dos pais, dos amigos, do pároco e até do vereador – todos conhecedores da fama (merecida) daquela desavergonhada. Era caso de paixão cega, surda e muda. Em questão de meses, consumou-se o casamento de Planejamento com Urgência. Tão rapidamente quanto o casamento deu-se também a gravidez de Urgência.

A natureza já havia escolhido: Urgência carregava no ventre um menino. Por sua vez, Urgência também já havia feito sua escolha: estava determinada a ter filha mulher, a quem pudesse dominar e ensinar seus segredos mais sórdidos na arte de conquistar qualquer coisa e qualquer um a qualquer preço. Daquela forma, quando soube, após o parto, que seu rebento era um menino, arquitetou plano maligno: durante madrugada sombria, tomou o filho que tinha dado à luz e, sorrateiramente, trocou-o pela filha menina do quarto anexo. Para que não houvesse risco de a mãe do menino perceber a mazela, envenenou-a com uma dose mortal de leite com manga. Pela manhã, como se nada tivesse acontecido, a assassina dissimulada deixou a maternidade carregando sua desejada filha. Deu-lhe o nome de Pressa.

Planejamento, resignado, acolheu a Pressa com amor, carinho e consideração de pai, sem saber que aquele era apenas o primeiro ato do final trágico de sua vida, que estava por vir.

Quanto ao menino, órfão desde os primeiros momentos de vida, foi parar em convento de freiras carmelitas. Tão contente ficaram com a chegada daquele menino especial, que deram-lhe o nome de Importante. Estava destinado a ter infância dura e pobre. Entretanto, sem saber, carregava dentro de si o sangue forte e nobre do pai. E essa força jamais lhe foi tirada, nem por ninguém nem por situação alguma – sempre será Importante, o filho primogênito do Planejamento.

A história continuará em capítulos futuros, a serem publicados oportunamente neste blog. Aguarde!

Notas:
1) Este conto é apenas um capítulo da  saga de Projeto, um homem com uma missão.
2) A idéia e o roteiro desse capítulo ocorreram-me a partir do comentário de uma aluna durante uma aula sobre Gestão de Projetos, que ministrei nesta semana.
3) O título do capítulo é de autoria do meu amigo Marcos “Bob” Benassi, com quem compartilhei a idéia de escrevê-lo.

Anúncios
  1. Barbalho
    outubro 29, 2009 às 8:20 pm

    Laércio,

    Genial! Ninguém te segura mais nessa tua tendência. O mundo é teu!

    []’s

    Barbalho

    • lcribeiro
      outubro 29, 2009 às 8:29 pm

      Olá, Barbalho!
      Muito obrigado pelo incentivo. Vale muito para mim, principalmente vindo de vc!

      []s

      -laercio

  2. Breno
    outubro 29, 2009 às 11:19 pm

    A vida dá voltas. Esse é um dito popular, não é??!!
    Pelo que vejo, a sua está dando, ou melhor, já deu uma volta grande, trazendo vc pra uma coisa que sempre gostou, que é escrever. Com toda a experiencia de vida que teve, em todos os setores, imagino que todo o aprendizado que teve, estão servindo pra essa nova fase da sua vida. Como vc mesmo comentou, estamos sempre aprendendo, e com a mente aberta para novos horizontes, e assim, podendo passar às outras pessoas, que é o que está fazendo.
    Estou “chutando”, que isso possa estar ocorrendo. Não sei ao certo. Seja o que for acho muito legal escrevendo assim. Vá em frente que vc tem talento.

    • Breno
      outubro 29, 2009 às 11:30 pm

      Fui consertar uma frase e acabei deixando errada.”Com toda a experiencia de vida que teve, em todos os setores, imagino que o aprendizado está servindo pra essa nova fase da sua vida”. Pra vc ver como escrever não é pra qualquer um…rsrs….é pra quem sabe!!!!!!

    • lcribeiro
      outubro 29, 2009 às 11:33 pm

      É verdade. Eu gosto um pouco mesmo 😉
      Para mim, é gostoso porque eu mantenho a cabeça ligada nas coisas que acontecem.
      Valeu pelo incentivo!

  3. alexandre notte
    outubro 30, 2009 às 1:55 pm

    Laercio,

    Muito bom, parabens! Me fez lembrar de um otimo texto que vc me mandou a alguns anos ja, na mesma linha.

    Continua, engata quinta e acelera que aguardamos mais!

    []’s
    Alexandre Notte

  4. lcribeiro
    outubro 30, 2009 às 2:03 pm

    Então, Alexandre…
    Esse texto do qual vc se lembra é da mesma história. Devo publicá-lo em breve. 😉

  5. Erica Toledo
    fevereiro 1, 2010 às 2:14 pm

    Laercio,

    ADOREI!!!!
    sabemos disso tudo, mas temos que nos policiar o tempo todo não sermos “fisgados” pela urgência !!

    Parabéns pelo blog, divulgarei ele!!!

  1. outubro 29, 2009 às 4:56 pm
  2. novembro 7, 2009 às 10:57 pm
  3. fevereiro 25, 2010 às 7:53 pm
  4. junho 5, 2010 às 1:55 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: