Início > descolados e batutas, fazendo, lendo, pensando > Livemocha e a essência da Web 2.0

Livemocha e a essência da Web 2.0


Em março de 1997, fui seduzido pela oportunidade de trabalhar com uma coisa que, lá no fundo, achava que ia dar muito o que falar: uma tal de Internet. Passei a fazer parte de uma pequena equipe, onde cada um era responsável por uma área do provedor de serviços (clique aqui e veja uma das primeiras “home page” do serviço, com algumas funcionalidades pioneiras naquela época).

Tempo muito bom, de buscas e descobertas. Houve um dia particularmente especial, em maio de 1997: eu precisava configurar um filtro de rede, chamado TCP Wrapper. Algo não funcionava. Passei quase que o dia inteiro, pesquisando e tentando várias coisas – sem sucesso. No final da tarde, já no ponto de jogar a toalha, parti para uma medida extrema: mandei uma mensagem para o autor da aplicação, para ver se ele me dava alguma luz. Para minha surpresa, em menos de cinco minutos, vi a resposta chegar em minha caixa postal. Não vou contar aqui qual era o problema (quem não entende de administração de sistemas, não vai estar interessado; quem entende, vai rir de mim), mas o fato é que fez-se a luz nas trevas da minha ignorância e consegui fazer a coisa funcionar. Wietse Venema é o nome do autor da aplicação.

Foi a coisa mais linda do mundo! Dali em diante, tive certeza de que a revolução havia chegado – e eu estava fazendo parte dela.

De lá para cá, as coisas mudaram. Há algum tempo, fala-se muito em “web 2.0”. Em resumo, seria a evolução da experiência, das ferramentas e da comunidade conectada na Internet, no sentido da construção colaborativa de conhecimento, serviços e aplicações. Mas nessa onda, o que eu tenho visto é que a grande vedete é um fenômeno chamado “rede social”. Conheço muitas, mas confesso que vejo com desconfiança a utilidade efetiva de algumas dessas redes – algo mais produtivo e “sério” do que ficar enviando recadinhos (alguns para lá de fúteis) a “amigos” e “conhecidos”, entre outras coisas.

Para mim, a essência da rede mundial permanece naquela experiência de maio de 1997. Gente pesquisando, produzindo e compartilhando conhecimento, turbinado por ferramentas de comunicação e trocas de dados rápidas e de alta disponibilidade. Pessoas distantes geograficamente, aproximadas por objetivos comuns, trocando idéias e crescendo junto.

logo-ondark

Por isso, fiquei feliz quando conheci o Livemocha – um ambiente de aprendizado de línguas a distância, baseado na colaboração entre os usuários. A chave do sucesso está em um conteúdo dinâmico das lições, enriquecido com o uso e a troca crescente de informações, uma comunidade global e crescente, com usuários de várias nacionalidades e falando idiomas diversos, além de um sistema motivacional (parecido com um programa de milhagem), que induz e atrai seus membros à participação. Grande parte dos cursos é grátis. Mas há também oferta de cursos “premium”, a custos bem razoáveis (por volta de US$13).

Demorei muito para prestar atenção ao serviço (disponível desde 2007), provavelmente por causa da minha implicância com as “redes sociais”. Mas surpreendi-me quando comecei a brincar de aprender seriamente o Espanhol (aquela língua que brasileiro assassina, mas diz que “fala mais ou menos”). Ali, percebi claramente a essência daquele “momento Wietse Venema de 1997” – compartilhar e ajudar-se mutuamente.

Em pouco tempo, já ajudei estrangeiros que estão querendo aprender o Português, dei alguns pitacos em exercícios de brasileiros que estão estudando Inglês, recebi muitas dicas e correções em meus exercícios. E, pasme, de quebra, meu Espanhol está melhor!

Obviamente, há muito o que evoluir. Mas já fiquei contente ao saber que tem gente trabalhando para a construção de um ciclo de aprendizado contínuo e comunitário – excelente oportunidade para quem quer aprender, ensinar e, sobretudo, aprender ensinando. Isso é legal e vale a pena.

Enfim, fique à vontade para entrar na roda e participar.

Em tempo: o Livemocha implementa, em certa medida, o processo de aprendizado sobre o qual postei recentemente.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. setembro 19, 2009 às 4:02 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: